Grupo 369.png

Como a Alfabetização de Dados está transformando o TJTO em um órgão Data Driven

A Alfabetização de Dados, também conhecida como Data Literacy, é um instrumento valioso para auxiliar qualquer organização na jornada rumo a uma gestão Data Driven, baseada em dados. Diante dessa demanda, tanto de empresas públicas como privadas, o iMaps Data Group lançou um Programa de Alfabetização de Dados.


A Alfabetização de Dados trata da capacidade de ler, escrever, analisar e comunicar dados em contexto. Isso inclui um entendimento de fontes e construções de dados, métodos analíticos, técnicas aplicadas e a capacidade de descrever o caso de uso, bem como a aplicação do valor resultante.


O Programa de Alfabetização de Dados da iMaps consiste em um ciclo semestral composto por seis etapas, executadas de forma prática, consistente e sustentável. Ao final de um semestre, a mudança da confiança da equipe no uso de dados para tomada de decisão é claramente perceptível.


Tendo em vista a importância de investir em um projeto de alfabetização de dados para a sua equipe de profissionais, o Tribunal de Justiça do Estado do Tocantins (TJTO) contratou a iMaps, por meio da Escola Superior da Magistratura Tocantinense (Esmat), para realizar um Programa de Alfabetização de Dados para os seus funcionários, customizado para as necessidades do órgão.


O cronograma do curso inclui, de março a junho de 2022, uma série de atividades do curso Alfabetização de Dados – Módulo I – Turmas I e II. A formação é direcionada a servidores, magistrados, estagiários e colaboradores credenciados do Poder Judiciário tocantinense. Foram disponibilizadas 60 vagas em cada uma das turmas: 40 servidores, 10 magistrados, 5 estagiários e 5 colaboradores.


O objetivo do curso é inserir os participantes em uma mesma condição de conhecimento, no propósito de entender sobre cultura analítica, quais as fases e importâncias dos dados dos quais temos acesso, seja na instituição ou em suas vidas pessoais. “Nossa intenção é ajudar os profissionais a aprofundar seus conhecimentos de análises de dados, para melhorar a tomada de decisão e o uso dos sistemas de Business Intelligence”, indica Henrique Portella, CEO do iMaps Data Group e um dos professores da formação.


Cada turma tem 6 aulas, desenhadas para endereçar temas associados à tomada de decisão baseada em dados com relação a temas do ecossistema de justiça. Além de Henrique Portella, fazem parte do corpo docente: Willy Andrei Frolich e Eduardo Corsi. A carga horária do curso é de 30 horas-aula, modalidade EaD e será realizado por meio do Ambiente Virtual de Aprendizagem da Esmat (AVA).



A contratação do treinamento foi celebrada pelos profissionais da Instituição, que reconheceram a importância desse movimento para que o TJTO permaneça atualizado e aumente cada vez mais a sua eficiência. “Os avanços tecnológicos são constantes, mas muitas vezes não exploramos o potencial máximo de sistemas e ferramentas por desconhecimento. A alfabetização de dados de magistrados e servidores, com certeza promoverá um melhor uso das novas tecnologias”, disse a corregedora-geral da Justiça, desembargadora Etelvina Maria Sampaio Felipe.


O diretor de Tecnologia da Informação do TJTO, Ernandes Rodrigues da Silva, indicou que “o curso de alfabetização em dados é um divisor de águas na história do Judiciário do Tocantins e do Brasil. Fica clara a preocupação da gestão do desembargador João Rigo com a capacitação dos magistrados e magistradas, dos servidores e servidoras, de todos os colaboradores com uma temática tão atual e inovadora. Nosso desejo é que, num futuro próximo, todos os servidores detenham conhecimento suficiente para explorar o universo de dados, tanto do PJ quanto do mundo externo.”


O projeto do curso é uma parceria da Coordenadoria de Gestão Estratégica, Estatística e Projetos (Coges/TJTO), Diretoria de Tecnologia da Informação (Dtinf/TJTO) e Corregedoria Geral da Justiça (CGJUS). TJTO é o primeiro tribunal do país a investir em um programa desse tipo, especialmente focado em profissionais da área de negócios.


Quer levar o programa para a sua instituição? Conheça mais sobre o trabalho desenvolvido pelo iMaps Data Group:




139 visualizações

Instagram